Notícias Blueberries: a estrela da hora

O aumento de novidades nas dietas e dos alimentos da moda para emagrecer é visível. O sucesso da vez é o famoso blueberry, frutinha roxa mais comum em territórios europeus e nos Estados Unidos, que marca presença em tortas, bolos, chás, entre outros alimentos, também conhecido no Brasil como mirtilo. O cultivo dessa fruta por aqui começou apenas recentemente e o país ainda tem uma produção baixa em comparação a outros da América do Sul, como Argentina e Chile.

Os benefícios da fruta são inúmeros: de baixa caloria, o mirtilo contém uma taxa de nutrientes altíssima, além de trazer em sua composição minerais como potássio, cálcio, ferro e fósforo, essenciais para o bom funcionamento das funções do corpo humano. Também é riquíssima em vitaminas A, B, C e PP.
Outra vantagem é a presença de antocianinas e os polifenóis, como explica o nutricionista Omar de Faria: “O mirtilo ajuda a barrar o aumento do colesterol e a combater os radicais livres. As antocianinas, por exemplo, favorecem o processo circulatório, e estudos atuais comprovam que os polifenóis, além de auxiliar como anti-inflamatórios, previnem o surgimento de problemas oftalmológicos, como catarata e glaucoma”.
Para Márcio Dytz, endocrinologista, regimes alimentares devem ser sempre planejados: “Para redução de peso, o ideal é ter uma dieta hipocalórica e balanceada, que seja sustentável a longo prazo.
A rotina de Beatriz Nobre, de 23 anos, sempre foi extremamente corrida: aluna de música da Universidade de Brasília, a estudante também ministra aulas de piano e concilia tudo isso com diversas aulas de canto, dança e teatro. Beatriz procurou, então, uma profissional que lhe indicou o uso do mirtilo. “Ele me ajudou bastante a controlar a necessidade de comer doces e às vezes eu o usava até mesmo como sorvete”, conta.
Com Tatiana Moniz, de 22 anos, a história é parecida: cursando comunicação audiovisual na mesma universidade, foi descobrindo o blueberry que ela conseguiu manter uma dieta saudável. “Pela correria da vida, muitas vezes eu passava muito tempo sem comer. Então decidi que seria bacana começar a levar pequenas porções de castanhas e oleaginosas, e deixar tudo no carro para não passar tanto tempo sem consumir nada. Quando fui ao nutricionista, ele me indicou ainda o uso de frutas vermelhas e o blueberry. Passei a comê-lo e isso me ajudou muito.”
DF_ENC50BEM_emagrecimento.indd
Fonte: Revista Encontro / Isabelle Luz

Categorias:

Curiosidades | Diversos | Nacional | Saúde

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.