Notícias Blueberry na luta contra o câncer cervical

De acordo com os Centros de Prevenção e Controle de Doença, aproximadamente 12.000 mulheres nos Estados Unidos são diagnosticadas com câncer cervical todos os anos. Um dos tratamentos mais comuns para o câncer cervical é a radioterapia. Mas, enquanto que a terapia de radiação destrói as células do câncer, ela também destrói as células saudáveis. Os pesquisadores estudaram células de câncer humano in vitro para mostrar que a combinação de extrato de blueberry com a radioterapia pode aumentar a eficiência do tratamento.

“A radioterapia usa raios X de alta energia e outras partículas como os raios gama para destruírem as células de câncer”, disse Yujiang Fang, M.D, Ph.D, professor da Escola de Medicina de Missouri, EUA, e autor principal do estudo. “Para alguns cânceres, como o câncer cervical em estágio avançado, a radiação é uma boa opção de tratamento. Entretanto, os danos colaterais para a células saudáveis sempre ocorre. Baseado em pesquisas anteriores, estudamos o extrato de blueberry para verificar se poderia ser usado como um radio sensibilizador”.

Os radio sensibilizadores são substâncias químicas não-tóxicas que tornam as células de câncer mais responsivas à radioterapia. Em um estudo anterior, Fang e seu time de pesquisadores, mostraram que o resveratrol, um componente encontrado nas uvas vermelhas, poderia ser usado como um radio sensibilizador para o tratamento de câncer de próstata. E os blueberries também contém resveratrol.

“Em adição ao resveratrol os blueberries também possuem flavonoides”, disse Fang. “Os flavonoides são substâncias químicas que podem ter propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antibacterianas”.

Yujiang Fang, M.D, Ph.D, professor da Escola de Medicina de Missouri, EUA

Yujiang Fang, M.D, Ph.D, professor da Escola de Medicina de Missouri, EUA

Os pesquisadores usaram linhas celulares de câncer cervical humano para imitar o tratamento clínico. As linhas de células foram divididas em 4 grupos que incluiu um grupo controle, um grupo que recebeu somente a radiação, um grupo que recebeu somente o extrato de blueberry, e um grupo que recebeu tanto o extrato quanto a radiação.

“Nosso time usou três diferente medidas para confirmar os resultados do estudo”, disse Fang. “A radiação diminuiu as células de câncer aproximadamente em 20%. Curiosamente, o grupo de células que recebeu somente o extrato de blueberry teve uma diminuição de 25% no câncer. Entretanto, o maior declínio nas células com câncer ocorreu com o grupo que recebeu a radiação e o extrato de blueberry, com uma diminuição em torno de 70%”.

Fang explicou que o mecanismo que faz o extrato de blueberry um radio sensibilizador também reduz a explosão anormal do crescimento das células, que é o que o câncer é.

“As células de câncer evitam a morte remodelando-se”, apontou Fang. “Junto com a redução da proliferação das células, o extrato também “engana” as células cancerígenas, inibindo o seu surgimento e promovendo a sua morte”.

Fang disse que o estudo com animais será o próximo passo para confirmar os resultados.

“Os blueberries são populares e podem ser encontrados em todo o mundo, com preço acessível. É uma opção de tratamento natural para aumentar a eficácia das terapias existentes. Acredito que serão aceitos com bastante entusiasmo”, conclui Fang.

Fonte: Science Daily


Categorias:

Estudo | Saúde

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.