Notícias EUA: fornecimento na Flórida reduziu devido a temperaturas mais frias

Devido a uma série de fatores, a Flórida está encerrando sua temporada de blueberries com algumas decepções.

“Reduzimos cerca de 1/3 do que tivemos no ano passado”, diz Allan Sanchez, da Red, White and Blues Farm, com sede em Williston na Flórida, uma empresa cuja temporada ainda está acontecendo, dada sua localização mais ao norte no estado. “Não tivemos tanto volume quanto tivemos nos anos anteriores. Todos na Flórida vão dizer que estão decepcionados com a quantidade de frutas que tiveram em comparação com as temporadas passadas”.

Ele observou que algumas variáveis afetaram o negócio de blueberry da Florida este ano. “Não foi tão quente”, disse ele. “Por volta de 20o C é bom, mas às vezes você precisa de uns 26o C para as berries ficarem azuis e estarem prontas. Eles estavam que esta semana eles teriam mais frutas e agora eles estão dizendo para esperar até a próxima semana. Temos dito isso por duas a três semanas e a fruta não apareceu. Em um ponto, você só tem que dizer “Talvez não vamos conseguir mais frutas este ano”.

 

Efeitos domésticos e internacionais

É claro que outros mercado – nacionais e internacionais – afetaram significativamente a quantidade de fruta disponível. “Normalmente, nessa época há um pouco de fruta da Geórgia e não importa se é apenas um ciclo das condições climáticas ou se é um ano mais gelado que o normal aqui no sul do país, é uma produção tardia”, ele diz. “A Geórgia também não está vindo tão forte e estamos percebendo isso agora”. Também há preocupações sobre a polinização da fruta no estado.

Ao mesmo tempo, quando os blueberries da Flórida começaram, eles entraram em um mercado um tanto denso. “A oferta chilena durou mais e eles tiveram um ano recorde de frutas exportadas”, diz Sanchez. “Houve também o México. Eles estão crescendo e ficando maiores a cada ano. Com isso houve uma saturação de blueberries no mercado “.

 

Queda de preço

Apesar da demanda ser boa para os blueberries da Flórida, esse influxo derrubou os preços de alguma forma. “Nos anos anteriores, quando a oferta começava, você ganhava por volta de US$ 30 a US$ 40 e isso aconteceu este ano para muitas pessoas”, diz Sanchez. “Eles tiveram que começar com mais ou menos $25, quando a fruta estava escassa, e quando começou a temporada, ficou para abaixo de $20”.

Olhando para o futuro Sanchez acredita que o negócio de blueberry vai mudar passando de 170g para 470g. “Os maiores mercados trocam para 470g quando há quantidade decente de produção porque isso movimenta a provocação entre os varejistas”, diz ele. “A esperança é que haja fruta suficiente para atender à demanda. Tenho certeza de que haverá uma vez que a produção comece na Geórgia, Carolina do Norte, Nova Jersey etc.”.

Fonte: Fresh Plaza


Categoria:

Internacional

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.