Tradição Norte-Americana

The Berry Latest - Edição Mai/Jun 2016

Edição 2016/05 — 2016/06


Saudação aos nativos

Tom PayneA tendência de saúde dos blueberries que conhecemos hoje começou com uma pesquisa pioneira no início dos anos de 1990. Do tempo em que eu comecei a trabalhar com blueberries na década de 1980, sempre houve discussões sobre o uso tradicional dos blueberries na América do Norte. Muitos dos benefícios para a saúde que tem sido pesquisado e confirmado pela ciência, já faziam parte da vida do nativo americano na era pré-colombiana. Estou lendo o trabalho de Daniel E. Moreman’s, intitulado de “Native American Ethnobotany” (Etnobotânica do nativo americano) – é incrível ver como o consumo de blueberry se espalhou largamente no cotidiano de muitas tribos nativas. É uma saudação aos nativos!

Tom Payne

Consultor USHBC


Blueberries norte-americanos

Livro: "Etnobotânica do nativo americano"

Livro: “Etnobotânica do nativo americano”

Todos os blueberries são da espécie Vaccimium Ericaceae, que são encontrados de alguma maneira em quase todos os Estados. Além das 2 espécies comerciais, há os blueberries selvagens que são encontrados nas florestas. Desde o Ártico até as florestas da Flórida, onde quer que esses blueberries são encontrados, eles foram reunidos e integrados nas dietas e culturas medicinais dos nativos americanos ou do Canadá.

Ao longo de um livro de 1000 páginas, 15 espécies de Vaccinium foram documentados como importante para mais de 300 tribos, desde os Inuit no Ártico até os Seminoles no Sul. As regiões de blueberries comerciais de hoje também são casa para as tribos como Algonquin, Chippewa Ojibwa, Irioquois, entre outros. Todos eles têm sua própria comida e cultura medicinal que continua até hoje.

Mapa: Annenberg Learning Resources

Mapa: Annenberg Learning Resources

Blueberries e Vegetais

Na era pré-colombiana, os primeiros habitantes do continente Norte Americano consumiam uma dieta contendo basicamente 3 vegetais: milho, feijão e abóbora. As frutas locais e ervas e especiarias naturais eram usados como suplemento e os blueberries frescos e secos eram integrados a bolos de milho, purê de abóbora e feijão para realçar o sabor e doçura.

calendar native

Dieta do Nativo Americano

Acima é uma ilustração do calendário alimentar do nativo americano da região noroeste do Pacífico. Note a abundância de berries na dieta por muitos anos. Alguns pesquisadores dizem que o nativo americano não tinha muitas das doenças crônicas que temos hoje.

frase indio

Imagem: Iloveancestry.com

A dieta saudável dos nativos americanos é praticada até hoje. Acima é uma frase vinda do noroeste do Pacífico (Okanagan), cujo autor é o Christal Quintasket (Mourning Dove).

“…tudo na terra tem um propósito. Toda doença tem um erva para curar, e cada pessoa uma missão. Essa é a teoria indígena da existência.” Christal Quintasket (1888-1936), Salish.

Pemmican

O alimento mais comum dos nativos americanos que conhecemos hoje é uma carne seca com blueberries ou Pemmican (ou sauthauthig – pronuncia-se saw’-taw-teeg), como era chamado. Os nativos americanos preferiam carne fresca e berries frescas e normalmente produziam pemmican ou beef jerkey como alimento de inverno. Levava-se muito tempo para produzir todos os dias!

Alimentos inspirados nos Nativos Americanos

tanka trail

 

 

Este produto produzido na Reserva Ogala Lakota Sioux Pine Ridge contém 5 ingredientes nativos diferentes: blueberry seco, carne de bisão, abóbora, noz-pecã nativa.

 

bbq sauce

 

 

Este molho, de acordo com o produtor, foi inspirado na tradição dos Nativos Americanos do Noroeste de fazer espetinhos de carne em churrascos.

 

 

syrup

 

 

Molho com dois ingredientes nativos: blueberries e maple!


Curiosidades

Cerimonial

  • Folhas de plantas de blueberries eram secas e defumadas naquilo que as tribos Algonquin chamavam de “Kinnikinnick” (um tabaco alternativo)
  • Os Chippewa colhiam as flores de blueberry e cozinhavam em rochas quentes em saunas. Este tratamento era para promover a saúde e prosperidade para a próxima temporada

Alimento

  • Todas a tribos da América do Norte conservavam o blueberry secando no sol
  • Em climas mais frios, as tribos misturavam os blueberries na gordura dos animais e amassavam em bolos, alimentos em período de guerra ou caça
  • No nordeste, as tribos mergulhavam blueberries em xarope de maple para fazer conserva
  • As tribos do sudeste amassavam blueberries em bolos de milho e abóbora junto com ervas medicinais adstringentes. Os blueberries ajudavam a mascarar esse sabor adstringente
  • No Noroeste do Pacífico, as tribos amassavam e misturavam os blueberries em peixes defumados e carnes
  • No Noroeste e no Alasca, os blueberries eram misturados com ovas de peixe como guloseima de verão
  • Muitas tribos faziam sopa com blueberries e incluíam carne, peixe e ervas medicinais

Remédio

  • A tribo Ojibwa fazia infusão das folhas de blueberry em chá, considerado um purificador do sangue
  • Os blueberries eram consumido pelas mulheres em muitas tribos para ganhar força, especialmente após o parto
  • As crianças eram alimentadas com purê de blueberries para as cólicas
  • A tribo Seminole já considerava o blueberry remédio para a visão
  • Os Irioquois aplicavam purê de blueberry na pele para tratar os problemas de pele

Livro de Culinária Hudson Bay Company Camp nos anos de 1800: “Triture uma quantidade de jerkey beef (similar a carne seca) até desfiar. Corte um pedaços de banha fresca do tamanho de uma noz e deixe secar em fogo baixe ou no forno. Despeje a gordura quente em cima do jerkey desfiado e misture até ficar com consistência de carne de linguiça. Embale a mistura em recipiente a prova de água. Adicione blueberries secos”.

 

 

Pesquisa Online

online research


2016 © USHBC
Todos os direitos reservados
USHBC – U.S. Highbush Blueberry Council

Elaborado por Tom J. Payne – tpayne@blueberrytech.org / Tradução Katia Miura – kmiura@blueberrytech.org