Notícias México: o cultivo de “berries” estão tomando lugar do milho e cana

José Luis Medina Ochoa é um agricultor de Ahualulco de Mercado que deixou de plantar milho para aventurar-se no negócio das berries. Sua propriedade são três hectares de blueberries que se comercializam nos EUA.

Assim como ele, em torno de 1600 produtores, que chegam a empregar até 35.000 pessoas nas colheitas, começaram a converter seus cultivos para aproveitar a alta das berries.

O caso de José Luis é emblemático, pois ele deixou de semear o milho, e precisou investir na reestruturação da cultura.

“O crescimento está muito alto neste momento. Podemos falar de um boom das berries porque temos um crescimento de quase mil hectares por ano. As questões que se deve ter mais atenção são a sanidade, inocuidade, a água e a capacitação que nos ajudam a conhecer as restrições para vender as berries para outros mercados”, afirmou o diretor da Hortofrutícula da Seder (Secretaria de Desenvolvimento Rural), Fernando Antonio Nava Aguilar.

Agora, eles buscam cuidar deste boom, para que a colheita esteja garantida nas janelas, nome dado as oportunidades que os agricultores tem de exportar seu produto em alguma época do ano.

O processo não é simples, requer esforço e disciplina para cultivar as frutas que podem competir em qualidade com as que são produzidas nos EUA, Espanha e Chile, considerados os principais países produtores do mundo.

Fonte: Fresh Plaza


Categorias:

Diversos | Internacional | Produção

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.