Notícias Nova aliança global: SB Group no Chile, Peru, México e EUA se reúnem para formar a holding Gidding Fruit

Um grande anuncio para a indústria agrícola. A holding SB Group une suas operações e troca seu nome para Giddings Fruit, grupo internacional que reunirá empresas de diversos países. Estarão incluídas empresas produtivas do Chile, Peru, México e Estados Unidos. E de uma maneira simultânea, integrarão empresas de distribuição na Ásia e Europa.

O grupo SB tem atualmente mais de 3.500 hectares, e no Chile é formado por cinco empresas: SB Berries, dedicada a exportação de berries; Cerasus, exportadora de cereja, kiwi, maçã e frutas de caroço; HSB Asia, empresas recebedora na China que já conta com distribuição direta; Giddings Fruit USA LLC, recém-inaugurada e com produção de cerejas nos EUA e SB Andina no Peru, empresa dedicada a produção e exportação de berries e exportação de outros produtos para a China.

Todas elas passam a ser parte deste novo grupo junto com as operações da SB no México e as recentes operações inauguradas este ano nos Estados Unidos, reunindo mais de 30.000 toneladas de fruta para mercados distintos.

A novidade foi divulgada no 3o Congresso Técnico Internacional, realizado em São Francisco de Mostazal, no Chile.

“A companhia deu um passo importante no desenvolvimento da marca. É uma identidade que queremos fortalecer com serviços de tecnologia e comunicação com o objetivo de gerar mais visibilidade para o cliente através da nossa proposta de valor para o consumidor e produtor”, disse Julio Giddings, Presidente do SB Group S.A.

Sobre a proposta de valor, Giddings comenta que estabelece suas bases a nível produtor e consumidor. O primeiro se refere as oportunidades de melhorar o acesso ao mercado para cada variedade, espécie ou produto. E o segundo, é que se conheça um grupo “muito comprometido e com uma equipe que permite entregar um produto com alta satisfação e compromisso”.

A troca estrutural da SB Group tem como base quatro pilares fundamentais: confiança, compromisso, ambiente e ética. No entanto, o trabalho que realizam tanto no desenvolvimento genético como em tecnologia é o que causa mais curiosidade e interesse entre seus produtores associados.

“O desenvolvimento genético é uma preocupação de toda nossa equipe. Cremos que a genética vai mudar a percepção do consumidor e da demanda. Além de oferecer produtividade com custos e rentabilidade diferentes”, afirmou Julio Giddings.

Sobre a tecnologia, o presidente da holding comentou que estão trabalhando em serviços de embalagem e colheitas com tecnologias especificas em produção biodinâmica. Também destacou o serviço de assessoramento de alta engenharia que hoje faz parte da empresa.

Com relação aos desafios da Giddings Fruit, o presidente comenta que são grandes mas querem alcança-los no menor tempo possível, graças ao uso da tecnologia.

“Queremos impactar os consumidores que recebem os produtos da Giddings com percepção e qualidade naquilo que estão consumindo. E, por outro lado, queremos que os produtores possam receber o melhor retorno com os níveis de produção que alcançar”.

Segundo Christian Droguett, subgerente de Tecnologia da Giddings Chile, uma delas é um website e um aplicativo para celular, apto para os sistemas IOS e Android.

“No aplicativo, o produtor poderá ver todo o recebimento, seu processo e informações sobre a qualidade, as visitas técnicas dos agrônomos.”, informou o representante.

Fonte: Portal Frutícola


Categoria:

Internacional

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.