Notícias Nova pesquisa: benefícios dos blueberries na saúde do coração

Um estudo recente publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu que quando adultos com síndrome metabólica consumiram o equivalente a uma xícara de blueberries frescos por dia (na forma de 26 gramas de blueberries liofilizados), mostraram uma melhora clínica significativa na saúde do coração.*

O termo síndrome metabólica corresponde a um grupo de fatores de risco que aumenta as chances de uma pessoa ter doenças cardíacas e outros problemas de saúde, como diabetes tipo-2 e derrame. Esses fatores de risco incluem níveis baixos de HDL-C, o chamado “colesterol bom”, pressão alta, obesidade e níveis altos de triglicerídeos e glicose.

Pelo período de seis meses, 115 participantes (78 homens e 37 mulheres) entre 50 e 75 anos com síndrome metabólica, receberam aleatoriamente um dos três tratamentos diários: 26g de blueberries liofilizados (o equivalente a 1 xícara por dia); 13g de blueberries liofilizados (o equivalente a ½ xícara por dia); ou um pó placebo, com a mesma cor, gosto e consistência. Todos os participantes foram instruídos a limitar a ingestão de outros alimentos contendo antocianinas (o flavonóide principal dos blueberries) para 1 porção por semana e outros alimentos conhecidos por mudar a função vascular. Os participantes também abstiveram-se do consumo de blueberries além do atribuído no tratamento diário.

Os participantes que comeram 1 xícara de blueberries por dia aumentaram significativamente os níveis do “bom colesterol”. Houve melhora também na função endotelial e redução da rigidez arterial – fatores associados a uma diminuição do risco de ataque cardíaco e derrame.

Resistencia à insulina, velocidade da onda de pulso, pressão arterial, e outros níveis lipídicos (incluindo o colesterol total) não foram afetados por nenhuma das intervenções. Também não foram observados benefícios clínicos com a ingestão de meia xícara de blueberries neste grupo participante de risco.

Só nos Estados Unidos, um terço da população (34.2%) vivem com síndrome metabólica. Por isso é importante encontrar maneiras, sejam elas grandes ou pequenas, para viver com mais saúde, e essa pesquisa só vem a acrescentar ao corpo crescente de evidencias científicas que demostram que os blueberries podem fazer parte de uma dieta para melhorar a saúde do coração.

“Embora as conclusões sejam de um único estudo que não podem ser generalizadas para toda a população, os dados ganham peso nas evidencias de que a intervenção dietética com uma porção realista de blueberries pode ser uma estratégica efetiva importante na diminuição dos fatores de risco para doenças do coração”, disse Aedin Cassidy, Ph.D., pesquisadora líder do estudo, no Departamento de Medicina de Nutrição & Prevenção e chefe da Escola de Medicina de Norwich na Universidade de East Anglia.

Fonte: USHBC

*Curtis PJ, van der Velpen W, Berends L, Jennings A, Feelisch M, Umpleby AM, Evans M, Fernandez BO, Meiss MS, Minnion M, Ptter J, Minihane AM, Kay CD, Rimm EB, Cassidy A. Blueberries improve biomarkers of cardiometabolic function in participants with metabolic syndrome—results from a 6-month, double-blind, randomized controlled trial. Am J Clin Nutr. 2019; 109(6):1535-1545.


Categoria:

Saúde

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.