Notícias O status de superfruta estimula a demanda por blueberries

De acordo com o Estudo de Uso & Atitude dos Consumidores realizado pelo USHBC (US Highbush Blueberry Council), os blueberries se tornaram as berries preferidas entre os consumidores.

Victoria De Bruin, gerente de marketing do USHBC, diz que a fruta tem crescido em popularidade há um certo tempo.

“O estudo mais recente de longo prazo sobre o sucesso dos blueberries mostrou que o consumo per capita nos EUA cresceu 600% entre 1994 e 2014 – mais do que qualquer outra fruta e vegetal”, ela diz.

De Bruin também explica que a fruta também deixou de ser caracterizada somente como um snack ou consumida por cima de iogurtes para ser usada em mais pratos salgados.

“São utilizados em produtos de panificação e confeitarias, mas também em coquetéis e molhos de carne. E esse tipo de experimentação é um resultado direto da cultura foodie de hoje em dia, e o USHBC está focando nisso com receitas e promoções”.

As vendas de blueberries por todos os supermercados nos EUA (incluindo fresco e desidratado) alcançou $1.3 bilhões de dólares nas últimas 52 semanas (até 29 de dezembro de 2018), de acordo com os últimos dados da Nielsen.

Segundo Sarah Schmansky, vice presidente da Nielsen, as vendas de blueberry continuam crescendo pois os consumidores estão priorizando a saúde e bem-estar, e estão em busca dos superalimentos como os blueberries.

“Os blueberries são densamente nutritivos e com grande teor de antioxidantes”.

Aplicações em pratos salgados

De Bruin afirma que os usos mais populares de blueberries frescos continuam sendo como snacks, em iogurtes, cereais, saladas e panquecas, mas houve um aumento de 29% no uso em aplicações salgadas entre 2013 e 2017.

Exemplos de pratos não tradicionais seriam: bowl de quinoa e blueberry, molho balsâmico para salada, frango crocante com molho de blueberry, etc.

Os blueberries orgânicos também estão aumentando. “De acordo com dados da Nielsen, os orgânicos estão ganhando popularidade. Em 2017, o Market share estava em 6.1% (em volume) e em 2018 pulou para 8.5%”.

Fonte: Supermarket Perimenter


Categorias:

Estados Unidos | Estudo

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.