Notícias Peru: aumento enorme no volume de blueberries

Volumes de blueberries de Talsa têm crescido substancialmente neste temporada. O produtor peruano tem exportado mais de 300 containers nesta temporada até agora por via marítima, sendo que ano passado foi de apenas 195.

Rob Cullum, da Pacific Produce, disse que isso ocorreu principalmente devido as novas mudas chegando em volume comercial. “Houve 40% de aumento até agora e isso só por via marítima. A empresa também envio por via aérea mais do que o normal nesta temporada, pois a Polônia saiu do mercado mais cedo. Mais de 400.000 caixas foram por aéreo, que foi um aumento massivo comparado com o ano anterior, enquanto que muito desse volume seria normalmente enviado por mar”.

Estes números representam exportações até o começo de Novembro, e a temporada vai acontecer por mais 3 meses e meio.

“Preços na Europa têm sido bom devido ao mercado curto”, explica Rob. “Nos EUA, os blueberries peruanos são os preferidos. Os EUA são um mercado gigante, com consumo per capita muito maior, pois os blueberries são muito bem conhecidos por lá, quase metade das exportações do Peru vão para o mercado norte-americano”.

Mas nem tudo foi simples, de acordo com Rob, “O mercado europeu foi muito bom devido a Polônia ter terminado mais cedo, mas nós trabalhamos principalmente com contratos de preços fixos e não comercializamos grandes volumes, e também houve questões com o dólar/libra e agora com dólar/euro”.

Ultimamente, é o câmbio que tem tornado difícil, mas os produtores na Argentina e Chile também estão enfrentando a mesma situação. A África do Sul comercializa em Rand (moeda local), mas também teve esses mesmos problemas.

“Você nunca deve ignorar a África do Sul como competidor”, disse Rob, “eles são um país enorme na produção de frutas e estão chegando com ótimas novas variedades, mas eles enviam por aéreo tudo, que é uma das vantagens que temos sobre eles. Temos um frete melhor e mais confiável, com navios mais rápidos e sem atrasos. Gosto de pensar que na escala que produzimos, também vai nos trazer eficiências e embora eles sejam bons no que fazem, não podem bater o Peru em termos de volume”.

O Peru também conseguiu agora o protocolo para entrar no mercado chinês diretamente e isso vai mudar as coisas totalmente. “É um mercado enorme e o blueberry já é bem conhecido por lá. Não precisamos apresentar um produto desconhecido. O Peru também tem variedades de calibre grande, que são os desejáveis na China”.

Fonte: FreshPlaza.us


Categoria:

Internacional

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.