Notícias Resumo do Mercado global de Blueberries

A campanha de blueberries está começando agora nos países do norte. Os produtores da Europa Oriental sofreram alguns danos devido as geadas na primavera, mas no geral, continua sendo positiva. Nos Países Baixos e na Bélgica, a demanda é superior à oferta e essa situação parece repetir na maioria dos países. Nos EUA, os traders estão notando uma competição com as outras frutas de verão. Na América Latina, os produtores estão esperando o início da temporada, que geralmente começa por volta de setembro. Embora os EUA e a Europa sejam os maiores mercados, os produtores estão cada vez mais tentando atingir o Oriente Médio e a Ásia.

EUA: as frutas de caroço estão competindo com os blueberries

Com o início da colheita em British Columbia, os volumes aumentaram no mercado. Também há colheitas em Oregon, Washington, Michigan e no Meio-oeste. Enquanto isso, a temporada está terminando na Flórida, Geórgia, Carolina do Norte e na Califórnia.

A demanda por blueberries é boa, mas o mercado está sentindo o impacto da competição com outras frutas de verão. Visto que os blueberries estão disponíveis durante todo o ano, os consumidores estão atualmente atraídos por pêssegos, nectarinas e cerejas.

Canadá: colheita começou em British Columbia

A colheita acabou de começar em British Columbia. Devido ao inverno frio, a colheita começou duas semanas mais tarde do que o usual. “Todas as regiões tiveram um início mais tarde esse ano, mas na verdade isso é o normal – é como deveria ser”, afirma um trader. Os blueberries não são afetados pelo inverno frio, então a qualidade está muito boa. Os volumes estão cerca de 20% mais baixos do que o ano passado.

Argentina espera entrar na China

Investimentos tem sido feitos para melhorar a variedade da fruta. Os aspectos que eles querem focar são o tamanho, cor, firmeza e defeitos. A temporada começa em setembro e vai até novembro. Com relação as exportações, há muitas oportunidades. Um trader explica que eles exportaram seu primeiro volume por mar no ano passado. Os resultados foram muito bons tanto que mais volumes serão embarcados este ano. A China é um novo destino. O mercado ainda não está aberto, mas os exportadores esperam que as documentações comecem as ser assinados nos próximos meses. O país também tem boas conexões com o Oriente Médio e o Extremo Oriente. Voos diários chegam a Singapura e Dubai. Os mercados tradicionais são a Europa, Canadá e EUA.

Peru prevê um crescimento forte

Ano passado, as exportações de blueberry do país foram de aproximadamente $ 250 milhões de dólares. As previsões apontam um valor de exportação de 1 bilhão de dólares até 2021. O país exportou mais de 24.000 toneladas de blueberries e este volume deverá crescer para 120.000 toneladas em 2021. A agricultura é um importante pilar para a economia do país. Em regiões onde há muitas plantações, o desemprego é zero.

Para trazer todo esse volume para o mercado, o setor precisa fazer alguns ajustes. Pesquisas mostram que o mercado pode lidar com 10 mil toneladas por semana. Idealmente, 60 a 70% deveriam estar no mercado entre setembro e novembro. O restante deve seguir nos meses seguintes. Embora países como Uruguai, Argentina e Chile compitam em termos de volume, o setor peruano está, especialmente, com medo da qualidade das berries do México. O país chegou a um acordo com o vizinho Chile para exportar blueberries.

Para mais informações sobre outros mercados do mundo, clique aqui.

Fonte: Fresh Plaza


Categorias:

Diversos | Internacional

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.