Notícias Novo estudo: blueberries podem ajudar na regeneração muscular

Uma nova pesquisa[i], “O consumo de uma dieta rica em blueberries por mulheres durante 6 semanas altera os determinantes da função das células progenitoras do músculo humano” , conduzida pela Universidade de Cornell, publicada no Journal of Nutrition, investigou como o soro em pessoas consumindo uma dieta rica em blueberries poderia afetar as células responsáveis pelo crescimento e reparação dos músculos.

O estudo foi conduzido durante seis semanas com 22 mulheres, sendo 12 com idade entre 25-40 anos e 10 com 60-75 anos. Para a dieta rica em blueberries, os participantes consumiram o equivalente a 1.75 xícaras de blueberries frescos por dia, oferecido como blueberries liofilizados (19g pela manhã, e 19g pela noite), junto com suas dietas regulares. Foi solicitado aos participantes para evitar o consumo de outros alimentos que fossem ricos em polifenóis e antocianinas. O soro/sangue dos participantes foi obtido 1 hora e meia depois do consumo de sua dose blueberries pela manhã. Os pesquisadores investigaram como o soro poderia afetar a função celular progenitora muscular através da proliferação de células, capacidade de gerenciar o stress oxidativo e a taxa de consumo de oxigênio.

Os resultados mostraram que o soro, após as 6 semanas de blueberries nas mulheres com idade entre 25 e 40 anos, aumentou o número de células progenitoras dos músculos em cultura. Também houve uma tendência de uma porcentagem menor de mortes das células progenitoras musculares, sugerindo uma resistência ao stress oxidativo, bem como, um aumento no consumo de oxigênio das células. Não foi observado efeitos benéficos nas células progenitoras musculares tratados com soro nos participantes de 60-75 anos que consumiram a dieta rica em blueberries.

“As consequências associadas com a deterioração do musculo esquelético são a perda de mobilidade, diminuição da qualidade de vida, e por fim, a perda da independência. Atualmente, pesquisas com intervenção dietética para ajudar a regeneração muscular esquelética em humanos é limitada. Este estudo preliminar das funções celulares progenitoras musculares abre caminho para futuros estudos para desenvolver intervenções clínicas”, disse Anna Thalacker-Mercer, Ph.D, pesquisadora líder do estudo. “Embora os resultados não possam ser generalizados para toda a população, este estudo dá um passo importante nas descobertas de estudos de culturas de células para uma terapia dietética em potencial, melhorando a regeneração muscular após lesões e processo de envelhecimento”.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os músculos perdem força, flexibilidade e resistência ao longo do tempo. A massa muscular diminui de 3 a 5 por cento a cada década após os 30 anos de idade, e essa taxa aumenta após os 60 anos. Portanto, estratégias para aumentar a proliferação de células progenitoras dos músculos e diminuir o stress oxidativo pode também beneficiar a regeneração muscular durante o processo de envelhecimento.

Pesquisas sobre o papel que os blueberries tem na promoção da boa saúde está em múltiplas áreas, incluindo a saúde cardiovascular, gerenciamento da diabetes, saúde do cérebro, exercícios e microbioma intestinal.

O estudo foi financiado pelo U.S. Highbush Blueberry Council (USHBC). Entretanto, a instituição não teve papel no design, coleta, análise, interpretação dos dados, e nem na escrita do estudo. Para maiores informações sobre as pesquisas nutricionais, benefícios para a saúde e receitas, visite: blueberrycouncil.org.

Sobre o U.S. Highbush Blueberry Council

O USHBC é um grupo de promoção agrícola, que representa os produtores e processadores de blueberries das Américas do Norte e Sul que os comercializam nos EUA e no exterior, e que trabalham para promover o crescimento e bem estar de toda a indústria de blueberry. A indústria de blueberry está comprometida em fornecer blueberries que são crescidos, colhidos, embalados e enviados em ambientes limpos e seguros.

Fonte: USHBC

[i] Blum, J.E., Gheller, B.J., Hwang, S., Bender, E., Gheller, M., Thalacker-Mercer, A.E. (2020). Consumption of a blueberry-enriched diet by women for 6 weeks alters determinants of human muscle progenitor cell function. The Journal of Nutrition, nxaa190.


Categorias:

Estudo | Novidades

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.