Notícias O consumo per capita de blueberries nos EUA triplicou na última década

O blueberry vem experimentando um boom nos últimos anos, com novos países produtores somando-se a uma indústria que atualmente move bilhões de dólares a nível global.

David Magaña, VP da RaboResearch Food & Agribusiness, informou que o consumo per capita de blueberries nos EUA triplicou na última década.

“Dentro da área de frutas, o consumo de blueberry é uma das que apresenta as maiores taxas de crescimento em toda área de frutas frescas e nozes, e estimamos que essa tendência vai continuar”.

Ele ainda explicou que identificaram três tendências que estão mobilizando o consumo de alimentos no geral.

Primeiro é a experiência de consumo, isto é, o sabor e a textura; depois a praticidade e a comodidade de consumo; e finalmente o quão saudável é o produto. E acrescentou que os blueberries têm uma combinação interessante de todos esses fatores.

“Há poucas frutas que sejam tão práticas como os blueberries e que tenham tantos atributos desejáveis em termos de nutrição”.

Além disso, Magaña agregou que, apesar do blueberry ser caracterizado por sua sazonalidade, a entrada de outros países no mercado dos Estados Unidos vem permitindo abastecer de forma consistente.

Países como México já apresentam uma participação de quase 50% na janela da primavera.

“Antes era uma janela onde praticamente a Flórida era o único estado produtor a nível comercial”, indicou.

Crescimento

O consumo per capita de blueberries nos Estados Unidos “é de quase 1 kg (2 libras) pessoa/ano e é a segunda berry de maior consumo nos EUA, perdendo somente para o morango cujo consumo é de, em torno, 3.7 kg (8 libras) pessoa/ano”.

“Então, considerando os fatores que tornam atrativo o consumo dos blueberries, cremos que haja um importante espaço de crescimento, não somente nos Estados Unidos, mas também em outros mercados”, destacou.

Valor Agregado

Um elemento que os consumidores estão focando ao pensar em valor agregado para os blueberries é a sustentabilidade.

“Os consumidores estão colocando mais atenção para que a produção venha de meios sustentáveis”, comentou.

Explicou que isso ocorre não somente desde o ponto de vista da produção, isto é, um uso mais eficiente de água, menos pesticidas, etc., mas também com relação as embalagens.

“Embalagens que sejam recicláveis, que possam ser usados em compostagens, que sejam biodegradáveis, ou mesmo que usem menos plásticos”, explicou.

“Então esses vão ser cada vez mais fatores que também vão ajudar a diferenciar os produtos em termos de competitividade”, afirmou.

 

Rabobank é um banco agropecuário conhecido na indústria por seu trabalho em análises de tendências nos agronegócios, e um dos setores que vem sendo observado nos últimos tempo é dos blueberries.

Fonte: Portal Frutícola


Categorias:

Curiosidades | Estados Unidos

Exibir comentários +

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.